Scroll Top

HOME

SINDJUFE-BA segue visitando servidores no interior do estado
09/10/2018

 

Essa viagem à região de Ilhéus cumpriu também o papel da realização de um ato pela revogação da reforma trabalhista, e o local escolhido foi o prédio da vara que inaugurou a Reforma obrigando um trabalhador a pagar altos honorários de sucumbência. Isso repercutiu em todo o País e poucos meses depois o magistrado do trabalho,  José Cairo Júnior, que fez a sentença deu entrevista à Radio Metrópole FM elogiando a Reforma, classificada como "maldita" pelos trabalhadores, e que significa um passo largo para o fechamento do TRT.

A coordenadora do sindicato, Denise Carneiro fez um balanço desses 3 dias de viagem.  "Viagem excelente, muitas dúvidas tiradas, informações fornecidas,  demandas trazidas para tentativa de resolução. O SINDJUFE foi muito elogiado nos locais e como resultado trouxemos 10 filiações, criamos mais grupos nas Cidades, etc.” O advogado do Sindjufe Cláudio Andrade também acompanhou a coordenadora.

Em 2 anos e meio, o SINDJUFE-BA visitou quase 40 cidades na Bahia, prova de compromisso com os colegas do interior. No entanto, o diálogo com os trabalhadores não é apenas em contato físico, mas também virtual. Através das ferramentas tecnológicas para reduzir a distância e levar o sindicato para mais perto: para as mãos dos filiados à entidade. Em breve disponibilizaremos o aplicativo do SINDJUFE-BA , e os filiados terão todas as informações que quiserem, na palma da mão. Tudo, desde ações judiciais, convênios, agenda da diretoria, orçamento (quanto arrecada, quanto gasta, onde gasta), assembleias, debates, com direito a voto diretamente pelo celular (para filiados do interior),  etc.

Nos locais visitados ao longo desses dois anos  e meio, o sindicato percebeu problemas semelhantes: excesso de metas, cobranças, indícios de assédio coletivo, redução do quadro, piora nas relações servidores e chefias e piora nas condições de trabalho. Na atual conjuntura social, econômica e principalmente política, o TRE-BA ressoa como campeão na insatisfação dos servidores. O regime adotado pela administração além das tarefas excessivas, muitas vezes imotivadas, traz clima de total desconfiança funcional, com os servidores sendo fiscalizados desde o ponto eletrônico, até comportamento no interior do órgão.

Biometria

Em Itabuna constatou-se a completa impossibilidade de se realizar a revisão biométrica prevista para novembro. O sindicato desde que tomou ciência, vem buscando adiar esse processo marcado para iniciar a uma semana após as eleições, sem a menor condição material nem humana. Mais uma vez sofrerão os trabalhadores e os eleitores.

 

Imprensa SINDJUFE-BA



 
>>>>>