Scroll Top

HOME

Mais uma vez, votação para reforma da previdência é adiada
18/12/2017

 

Esta é a segunda vez que Temer recua para tentar convencer deputados e conseguir votos favoráveis à reforma

Na última quinta-feira (14), Rodrigo Maia (DEM-RJ), presidente da Câmara dos Deputados, comunicou que a proposta de reforma da previdência será adiada mais uma vez e será debatida em Fevereiro de 2018. 

Em uma tentativa desesperadora, Temer busca de todas as formas persuadir a sociedade brasileira e “comprar” parlamentares em troca de cargos, emendas e obviamente, dinheiro. No entanto, as pessoas que ele julga “inocentes” ou no mínimo “burras” estão atentas e conscientizadas de que esta reforma é um golpe contra o direito de se aposentar. 

O SINDJUFE-BA luta incansavelmente desde o início do ano defendendo os direitos dos trabalhadores públicos do poder judiciário federal. O sindicato esteve presente em diversas paralisações, caminhadas e enfrentando o governo Temer contra suas mentiras.

Com tamanha repercussão, os deputados estão em posição de alerta, afinal de contas, é a sua reeleição que está em jogo em 2018. Os servidores do judiciário federal na Bahia cumpriram e vêm desempenhando seu papel: participação em todos os atos, tanto às mobilizações convocadas pelo SINDJUFE-BA, quanto as organizadas pelas demais entidades.  

Conseguimos neste mês de dezembro uma liminar para barrar a propaganda do governo por 24h em todo território nacional. Além disso, entramos com ação judicial contra a Rede Globo, exigindo direito de resposta acerca de matéria veiculada no Jornal Nacional, onde ataca os servidores públicos e emitem inverdades sobre o salário da categoria. 

Uma ação contra a medida provisória nº 805/2017 também foi protocolada pelo sindicato na justiça, a medida tem por finalidade adiar o reajuste salarial e aumentar a alíquota da contribuição social dos trabalhadores do poder judiciário federal. 

Em fevereiro de 2018, Temer e seus capangas tentarão aprovar a reforma da previdência, e nós mais uma vez estaremos com nossas armaduras e dispostos a ir às ruas quantas vezes forem necessário para dizer: FORA TEMER!

 

Alisson Wanderfillk

Imprensa SINDJUFE-BA



 
>