Scroll Top

HOME

SINDJUFE-BA protocola ação contra propaganda mentirosa do governo
07/12/2017

 

O SINDJUFE-BA protocolou hoje (07), ação judicial contra a propaganda do governo federal, eivada de mentiras, paga com o dinheiro público. Essa campanha publicitária milionária tem como objetivo enganar a população de que essa Reforma não atingiria a todos e seria "apenas" para "acabar com os privilégios" dos servidores públicos, colocados como vilões das contas públicas.

A pedido da diretoria, a nova ação que tem como número 1007424-12.2017.4.01.3300 foi distribuída ao juiz Carlos D’Avila Teixeira, da 13ª Vara Federal sendo elaborada pelos advogados que prestam assessoria ao SINDJUFE-BA.

Na propaganda o governo omite que o servidor público desde 2013 se aposenta sob as mesmas regras da iniciativa privada; omite que os que entraram no serviço público antes de 2013 pagam contribuição previdenciária não sobre o teto do INSS, mas sobre toda a sua remuneração; omite também que o servidor não possui FGTS e que é a única categoria em todo o mundo que continua pagando previdência após se aposentar!

Na ação, o SINDJUFE-BA prova com argumentos da CPI da previdência, que não há déficit, ao contrário, e que os privilegiados são eles, os mesmos de sempre, os que recebem mais de 50 mil de Aposentadoria com 51 anos de idade, que são agraciados com isenções faraônicas, perdão de dúvidas milionárias e após indiciados criminalmente ainda permanecem nos postos de governo e do congresso nacional.

Ou seja, com essa campanha cara e agressiva o governo está mentindo para o povo brasileiro, que perderá seu direito a se aposentar, perderá uma série de benefícios sociais e poderá ficar na pobreza absoluta se perder o emprego com mais de 50 anos ou menos. Essa reforma consegue ser ainda mais cruel com as mulheres que hoje já se aposenta em média 6 anos após o homem pelo machismo histórico da nossa sociedade, e com essa reforma perderá a pouca autonomia conquistada através dos auxílios previdenciários.

O povo já disse onde está a solução para as contas públicas: taxar as grandes fortunas, parar de dar isenções a banqueiros e grandes empresas, e fazer Auditoria da dívida pública!

O povo brasileiro não vai pagar mais essa conta!

 

Participe dessa reação popular:

- Contate os parlamentares dizendo que se eles votarem nesse crime, não serão reeleitos!

- Acesse as páginas dos veículos de comunicação pedindo respeito à verdade dos fatos!

- Vá para a rua nos dias de protesto!

 

Imprensa SINDJUFE-BA



 
>>>>>>