Scroll Top

HOME

Servidores, em grande número, aprovam participação no dia 28, recomposição da diretoria e outras propostas
27/11/2017

 

Na última assembleia (24), que contou com a maior participação em todo o ano, servidores aprovam uma série de propostas, principalmente a de realizar ato no dia 28/11 no TRT5 e mobilização nos demais órgãos através de comissões de servidores dos locais, às 13 horas, e também em Jequié.

Após os informes, houve ponderação nas falas sobre a necessidade de reagir enquanto há tempo, com mobilização nacional e local, e também no interior do estado. Os servidores aprovaram que o sindicato envie a Brasília os servidores que desejarem ir para o ato nacional do dia 28, com inscrição por e-mail - já que não houve voluntário enquanto acontecia a assembleia -  e se construa mobilização no Estado no dia 28 com criação de comissões nos locais. Aprovou-se também a realização de nova Assembleia, dia 30/11 no TRE tendo como pauta a deliberação sobre a participação da categoria na greve nacional marcada para o dia 5/12.

Nessa Assembleia, que contou com participação maciça de número de servidores, foi aprovado ainda a recomposição da Diretoria (ver nomes no final dessa nota), renovação por 4 meses da liberação da coordenadora Denise Carneiro, e a continuidade do mandato dessa gestão até completar o período de 3 anos, ou seja, março de 2019. A proposta de realizar nova eleição em setembro foi defendida pelo coordenador Francisco Filho e Cátia Soares, e veio no sentido de colocar nas mãos da categoria a opção sobre qual artigo prevaleceria, já que o estatuto da entidade fala em “mandato de 3 anos”, porém se refere a setembro como o mês de realização das eleições sindicais. A categoria optou por manter o mandato da Direção atual até que este complete 3 anos. “Com a aprovação da continuidade do mandato, a direção atual da entidade foi, no meu entender, fortalecida, pois o recado foi de confiança na gestão” afirmou Selma Coelho, servidora da Justiça Federal.

 

Sobre a RECOMPOSIÇÃO DA DIRETORIA

O que diz o ESTATUTO:

Art 34 – A vacância do cargo será declarada pela Diretoria Geral nos casos de falecimento e renúncia de diretor, e pela Assembleia Geral nos casos de abandono ou perda de mandato.

PARÁGRAFO ÚNICO:

Declarada a Vacância do cargo, a eleição pode se dar mediante Assembleia Geral, Congresso ou eleição direta, ficando a cargo da DIRETORIA GERAL a escolha da forma.

 

A Diretoria apresentou esse assunto informando que, em reunião, declarou VACÂNCIA nos cargos vagos por RENÚNCIA e em outra reunião no dia 18/11, aprovou OS NOMES para eleição DIRETA na Assembleia Geral do dia 24/11, para RECOMPOSIÇÃO DA DIRETORIA. A coordenadora Denise Carneiro informou que “não se trata de eleição clássica, e sim de recomposição da diretoria atual, cujo mandato se iniciou em 2016 e que necessita ser recomposta para ter condições de responder à realidade e aos ataques criminosos que estamos sofrendo!”.

Foi lido os nomes a partir do documento entregue aos presentes no início da Assembleia, e aprovador em bloco:

Jefferson Freitas – servidor do TRT5, participante ativo nas lutas recentes da categoria, cargo Coordenação de Adm e Finanças.

Carla Minola - servidora do TRE no Interior do Estado, consciente do momento emblemático passou a atuar mais efetivamente nas mobilizações; Godofredo – Servidor do TRT da Capital, muito conhecido da categoria, principalmente entre os Oficiais de Justiça; Albanir Bezerra, servidor da Justiça Federal da Capital com participação constante em todas as mobilizações realizadas pela categoria. Todos esses para o cargo de Coord. de Imprensa e Comunicação.

Israel Almeida - servidor do TRE, que compôs essa diretoria, mas precisou renunciar por motivos de  outro concurso, mas com a desistência deste, decidiu voltar à diretoria, ativo que é em defesa da classe; Wellington Santana – Servidor do TRT de Itaberaba, conhecido pelas posições firmes em defesa da classe. Ambos para o cargo de Coord. de Formação Política e Políticas Sociais.

Aldacy Pinho – Aposentada pelo TRT, que deseja vir somar à luta dos seus colegas. Cargo de Coordenação de Aposentados.

Sabrina Vanzella - servidora da Justiça Federal chegada recentemente ao Estado, traz bagagem de participação nas lutas da categoria, e vem para o cargo de Coord. Trabalho e Saúde Ocupacional.

Luís Augusto -  servidor da Justiça Federal, velho conhecido da categoria, sempre ativo e participante, destacado na luta de 2015, vem para o cargo de Coordenação para Assuntos Jurídicos.

Fernanda Portela - servidora do TRE, muito conhecida e respeitada por sua atuação, presente, e fala coerente, em defesa da classe, vem para o cargo de Coordenação de Assuntos do Interior.

Logo após essa Assembleia iniciou-se outra, específica para Reforma Estatutária.

 

Imprensa SINDJUFE-BA


 
>>>>>>