Scroll Top

HOME

Sindicatos acompanham sessão do STF, mas sem presença de relator dos quintos
09/11/2017

 

Servidores acompanham a sessão desta quarta (8), que pode julgar os embargos; Gilmar Mendes, porém, não havia chegado ao Pleno

 

Na véspera do início da plenária nacional da categoria, servidores do Judiciário Federal e do Ministério Público da União acompanham a sessão extraordinária do Pleno do Supremo Tribunal Federal iniciada na manhã desta quarta-feira (8). Os embargos declaratórios referentes aos quintos permanecem na pauta e, nessa sessão, segundo avaliação de advogados que integram a assessoria jurídica da federação nacional da categoria (Fenajufe), havia possibilidades maiores de serem apreciados.

O ministro Gilmar Mendes, relator da matéria, no entanto, não havia chegado até as 10h15 desta quarta (8), informa o servidor Tarcísio Ferreira, da direção do sindicato da categoria em São Paulo (Sintrajud), que se encontra no local. Sem o ministro presente, os embargos não são apreciados. A agenda de Gilmar Mendes, no entanto, indicava que às 9 horas ele estaria na sessão do STF – não há informações ainda sobre por que isso não ocorreu.

Ao se dirigirem para o STF e acompanharem a sessão, os servidores querem mais uma vez sinalizar para os 11 ministros da mais alta corte do país que a categoria vê como uma injustiça e uma incoerência jurídica a decisão contrária à incorporação dos quintos.

Sindicatos de vários estados do país enviaram representantes ao Distrito Federal. Dirigentes da federação também vão estar no Supremo, embora alguns já estejam em Campo Grande, capital do Mato Grosso do Sul, onde nesta quinta-feira (9) começa a XXI Plenária Nacional da categoria.

Mensagens aos ministros do Supremo pela manutenção dos quintos podem ser enviadas por meio da página da federação no Facebook (http://187.4.128.194/formprev.htm).

 

Hélcio Duarte Filho

Fonte: Luta Fenajufe



 
>>>>>>